Fale conosco pelo WhatsApp

Quais são os tipos de hérnia?

Médico tenta identificar qual dos tipos de hérnia afeta a paciente
20jun, 2019

Identificar uma hérnia pode até parecer fácil, no entanto, é preciso ficar atento aos tipos de hérnia existentes para entender por que ela surgiu e o que pode ser feito para tratá-la.

Os tipos de hérnia estão diretamente relacionados com o local em que aparecem e possuem sintomas específicos. A maior incidência da doença é na região abdominal, mas existem casos raros como é o caso da hérnia de Grynfelt e Petit, localizadas na região lombar.

Saiba mais sobre os tipos de hérnia da parede abdominal a seguir.

O que são hérnias?

As hérnias são a passagem de um ou mais órgãos, se projetando para fora devido a uma abertura na parede abdominal. Isso acontece por conta do enfraquecimento dos tecidos que protegem os órgãos da cavidade abdominal, como o estômago, intestino, entre outros.

Quando o rompimento acontece, a pessoa percebe um relevo na pele parecido com uma bola. A hérnia pode aparecer em vários locais, como no umbigo ou na virilha, por exemplo.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Hérnia (SBH) a população adulta é a mais afetada pela hérnia, sendo responsável por cerca de 25% dos casos. Entretanto, isso pode variar dependendo dos tipos de hérnia em questão.

Quais os tipos de hérnia mais comuns?

Os principais tipos de hérnia da parede abdominal são:

  • Hérnia inguinal;
  • Hérnia umbilical;
  • Hérnia epigástrica;
  • Hérnia incisional.

Quais os sintomas desses tipos de hérnia?

A hérnia inguinal acontece na região da virilha e é mais frequente em homens. Alguns dos sintomas que a pessoa pode sentir são: queimação, dor e sensação de peso na virilha e dor abdominal.

Um dos tipos de hérnia que costuma aparecer também em bebês e crianças é a hérnia umbilical. O sinal mais aparente dessa hérnia é a presença de abaulamento no umbigo, sobretudo se ele permanecer depois do segundo ano do bebê.

A hérnia epigástrica, por sua vez, surge na chamada Linha Alba do abdômen, que vai do tórax à parte superior do umbigo.

Já a hérnia incisional é aquela que surge na cicatriz de uma incisão anterior e é mais recorrente em pessoas com histórico de múltiplas cirurgias na região do abdômen. Em ambos os casos a dor e a saliência na pele são os principais sintomas.

Como é feito o diagnóstico e o tratamento das hérnias?

O exame físico é o primeiro método utilizado pelo médico para fazer o diagnóstico. Há a possibilidade de o profissional solicitar outros exames para investigar o caso de cada paciente, conseguindo assim avaliar a localização e o tamanho correto da hérnia.

O tratamento para os vários tipos de hérnia é através de cirurgia, que pode ser aberta, robótica ou laparoscópica. Para saber qual é o procedimento mais indicado é fundamental consultar um médico especialista em hérnia.

Qualquer pessoa pode se deparar com um dos tipos de hérnia abdominal em algum momento da vida. Fatores como o tabagismo, hereditariedade, doenças do colágeno, gravidez, tosse em excesso, exercícios e esforços físicos intensos, podem, inclusive, aumentar o risco de desenvolvimento da hérnia.

cta-equipe

Fonte: Ministério da Saúde;

Sociedade Brasileira de Hérnia e Parede Abdominal (SBH);

Revista Saúde (Editora Abril);

Hospital Sírio-Libanês;

Hospital Alemão Oswaldo Cruz.

Deixe uma resposta