Fale conosco pelo WhatsApp

Como saber se eu tenho hérnia?

como saber se eu tenho hérnia - sintomas
17maio, 2019

Muitas pessoas preocupadas com a gravidade da ocorrência, questionam-se “como saber se eu tenho hérnia?”. A dúvida é válida, principalmente porque, a doença pode apresentar poucos sintomas, o que pode dificultar o diagnóstico e colocar o paciente em risco.

Saber se você tem hérnia é uma dúvida comum, inicialmente é preciso compreender o que é uma hérnia. Trata-se da passagem de um ou mais órgãos, para um local que não lhe pertence, através de um orifício, seja por conta de uma má formação ou enfraquecimento.

A classificação da protusão depende do local no qual ela ocorre. No caso da hérnia na parede no abdome, por exemplo, significa que a fraqueza e o orifício se desenvolveram na parede abdominal fazendo com que parte do intestino ou de outro órgão da cavidade abdominal escape para o exterior, as mais comuns são: a umbilical e a inguinal.

Como as hérnias abdominais se formam?

Antes de explicar como saber se você tenho hérnia é importante conhecer como elas se formam. Não existe uma causa específica para o surgimento de uma hérnia abdominal, no entanto, a ocorrência pode estar relacionada com o enfraquecimento do tecido protetor dos órgãos internos do abdômen, que pode ser decorrente de um problema congênito ou provocado pelo excesso de esforço físico.

Dessa forma, algumas situações que podem ser relacionadas com o surgimento de hérnias são:

  • Exercícios físicos em excesso;
  • Gravidez;
  • Esforço extremo;
  • Tosse excessiva;
  • Tabagismo;

Muitas pessoas questionam-se sobre como saber se eu tenho hérnia, no entanto, a condição pode estar presente desde o nascimento e só ser descoberta anos depois. Essa situação ocorre quando as camadas da parede abdominal não se fecham corretamente após o nascimento.

Quais os tipos comuns de hérnias na região do abdome?

Para responder à pergunta “como saber se eu tenho hérnia?” a primeira consideração a ser feita é o tipo de hérnia abdominal que o paciente tem. Existem quatro principais tipos, são eles:

•             Inguinal: ocorre como uma protuberância na virilha, sendo que uma parte do intestino ou outro órgão sai através da parede abdominal por meio de uma área fraca chamada de canal inguinal. Essa ocorrência é mais frequente entre os homens;

•             Incisional: situação na qual o órgão da cavidade abdominal sai por meio de uma cicatriz que rompeu ou abriu, sendo essa situação no caso de pessoas que já realizaram cirurgias na região;

•             Umbilical: um tipo comum de hérnia abdominal que surge na parte inferior do abdome. Normalmente, é ocasionada pelo não fechamento do músculo ao redor do umbigo ainda na infância;

•             Epigástrica: hérnia que surge por um orifício na linha média do abdômen (Linha Alba) devido à fraqueza nessa região acima do umbigo.

Portanto, compreender os diferentes tipos de hérnia abdominal ajuda no diagnóstico visto que a protuberância é um dos indícios do problema.

Mas afinal, como saber se eu tenho hérnia?

A principal forma de como saber se eu tenho hérnia é conhecendo a doença e os sintomas dela. Em geral, a hérnia pode manifestar-se sem causar nenhum sintoma, dificultando o diagnóstico, mas dentre os principais sintomas da hérnia estão:

  1. Dores intensas, intermitentes ou contínuas;
  2. Protuberância na região abdominal;
  3. Vermelhidão no local.

Quais os exames para diagnóstico da hérnia?

A hérnia pode ser diagnosticada por um clínico geral, no entanto, cada vez mais se opta por um profissional cirurgião com experiência em hérnias, visando melhores resultados. A doença pode ser identificada por meio de um exame físico realizado pelo médico, mas, em alguns casos, pode ser solicitado um ultrassom ou tomografia para verificar a ocorrência.

O tratamento de hérnia é exclusivamente cirúrgico, o que exige profissionalismo e experiência do médico responsável. Portanto, o objetivo desse conteúdo é informar sobre como saber se eu tenho hérnia e a observação dos sintomas é o caminho mais fácil.

Fonte: Ministério de Saúde