Fale conosco pelo WhatsApp

Como funciona a cirurgia de hérnia inguinal por videolaparoscopia?

Execução de umacirurgia de hérnia inguinal por videolaparoscopia
25jul, 2019

A cirurgia de hérnia inguinal por videolaparoscopia é a forma efetiva de remoção da hérnia que surge na virilha. A condição, que é mais comum em homens, deve ser tratada tão logo é diagnosticada, evitando assim complicação do caso.

A técnica de cirurgia de hérnia inguinal por videolaparoscopia é considerada minimamente invasiva, sendo que o tempo de recuperação do paciente é menor e o afastamento das atividades laborais também. Veja a seguir informações acerca do tratamento cirúrgico da hérnia inguinal por videolaparoscopiacedidas pelos especialistas da clínica Hernia Care.

Como é a cirurgia laparoscópica para remoção da hérnia na virilha?

No caso da cirurgia de hérnia inguinal por videolaparoscopia é indicado que o paciente seja submetido a uma anestesia geral. É necessárioo total relaxamento da musculatura abdominal para que o cirurgião possa manusear os instrumentos cirúrgicos.

Três cânulas são inseridas próximo ao conteúdo herniário através de incisões de 0,5cm ou 1cm no abdome. Em uma dessas cânulas estará acoplada uma câmera. Com ela, o cirurgião terá acesso à cavidade que originou a hérnia e, com o auxílio das demais cânulas, fará com que o conteúdo que extravasou volte ao local original.

É usada uma tela de polipropileno para reforçar a musculatura que apresentou afrouxamento e resultou na protusão, ou seja, na hérnia na região da virilha. O tempo de cirurgia de hérnia inguinal por videolaparoscopia é de,no máximo, duas horas.Como mencionado, o protocolo cirúrgico é tido como minimamente invasivo e na maioria das vezes é possível dar alta no mesmo dia. Em alguns casos, os pacientes ficam internados por um dia.

Quando é indicada a cirurgia de hérnia inguinal por videolaparoscopia?

A cirurgia de hérnia inguinal por videolaparoscopia é apenas uma das metodologias cirúrgicas possíveis à remoção da hérnia. Ela passou a ser amplamente difundida no país a partir da década de 1990, quando a técnica foi trazida pelo cirurgião Dr. Sérgio Roll.

A indicação da cirurgia de hérnia inguinal por videolaparoscopia dependerá do quadro clínico do paciente e da proporção/tamanho do abaulamento. Somado a isso, leva-se em consideração a destreza por parte do cirurgião que fará o procedimento, sendo que ele pode vir a optar pela videolaparoscopia como cirurgia de remoção da hérnia inguinal.

Outra condição a ser analisada antes da escolha de metodologia cirúrgica para retirada da hérnia na região da virilha é se ela não se estendeu até os testículos, sendo denominada a condição de hérnia inguinoescrotal.

Benefícios da cirurgia por videolaparoscopia

Vários estudos têm demonstrado a eficácia da cirurgia laparoscópica na recidiva da hérnia. Em tese de doutorado publicada em 2002 o Dr. Sergio Roll, cirurgião especializado no tratamento das hérnias, revisitou os 720 primeiros casos operados com essa técnica e constatou uma baixa taxa de complicações e recidiva. Outros benefícios da cirurgia de hérnia inguinal por videolaparoscopia são:

  • Pós-operatório menos dolorido e com menor necessidade de uso de medicamentos;
  • Risco de infecção diminuído, pois, os cortes são pequenos;
  • Internação de, no máximo, 48 horas;
  • Retorno rápido às atividades normais/laborais;
  • Resultado estético satisfatório ao paciente, ou seja, cicatriz mínima.

Cuidados após a videolaparoscopia de remoção da hérnia inguinal

Em casa, é indicado que o paciente evite fazer qualquer esforço ou carregar peso. Tais situações podem colaborar para a recidiva da hérnia na virilha. A alimentação precisa ser rica em fibras para evitar quadros de prisão de ventre.

Passado o período de repouso após a cirurgia de hérnia inguinal por videolaparoscopia, é vida normal ao paciente.

cta-equipe

Fontes:

Ministério da Saúde;

Sociedade Brasileira de Hérnia da Parede Abdominal (SBH).

Deixe uma resposta